CRP-03 | CRP-03 recebe evento sobre posicionamento ético em casos de violência sexual contra crianças e adolescentes
/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Destaque Principal  →  CRP-03 recebe evento sobre posicionamento ético em casos de violência sexual contra crianças e adolescentes
Blog
Blog

CRP-03 recebe evento sobre posicionamento ético em casos de violência sexual contra crianças e adolescentes

Na última quinta-feira de outubro, dia 31, o Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03) recebe a palestra “O posicionamento ético das/os psicólogas/os em casos de violência sexual contra crianças e adolescentes”. O evento acontece no auditório da autarquia, a partir das 14h.

A atividade pretende reunir profissionais da Psicologia e estudantes para debater o posicionamento ético-político a ser seguido por psicólogas/os no atendimento de crianças e adolescentes em situação de violência sexual. “Será um encontro para reafirmação da Psicologia enquanto ciência e como lugar de garantia dos direitos humanos. Será um espaço de trocas democráticas dos saberes, a fim de

promover estratégias de crescimento e fortalecimento na atuação da/o

profissional inserida/o no campo das políticas públicas”, explica o Técnico do  Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP), Pablo Jacinto.

O encontro terá a participação de Helena Miranda, Psicóloga Fiscal da Comissão de Fiscalização e Orientação (COF) do CRP-03 e da psicóloga Vanina Miranda, coordenadora da Comissão de Mulheres. O Psicólogo Técnico do CREPOP, Pablo Jacinto, será mediador do debate.

Panorama geral de violência sexual de crianças e adolescente 

De acordo com o levantamento feito pelas estudantes de Bacharelado Interdisciplinar de Gênero da Universidade Federal da Bahia, no início de 2019 o relatório Out of the Shadows (Fora das Sombras) mostrou que o Brasil ocupa a 13º posição, em um relatório de 60 países, no combate a violência sexual e exploração de crianças e adolescentes, com 62,9 pontos. 

Segundo análise, o país tem mecanismos sólidos como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que em seu artigo 5º e 130º determina a proibição de qualquer tipo de exploração e violência à criança e ao adolescente, incluindo omissão. Outro mecanismo é o Disque 100 (Disque Direitos Humanos), um serviço nacional mantido pelo governo federal e que pode ser acionado de qualquer parte do país, não havendo necessidade de identificação do denunciante. Entretanto, dados divulgados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ainda em 2019, afirmam que o Disque 100, no ano de 2018, recebeu 17.093 denúncias de violência sexual envolvendo crianças. Sendo 13.418 casos de abuso sexual e 3.675 de exploração sexual. 

O Psicólogo Técnico do CREPOP, entende como fundamental o debate compromissado deste assunto por parte da categoria, uma vez que os atuais dados acerca da violência sexual contra menores no Brasil são expressivos. 

Para se inscrever no evento, clique aqui.