CRP-03 | CRP-03 solicita que planos de saúde considerem atendimento on-line como forma possível de remuneração para psicólogas/os
/home/crp03/public_html/wp-content/themes/crp-03/single.php
Início  →  Destaque Principal  →  CRP-03 solicita que planos de saúde considerem atendimento on-line como forma possível de remuneração para psicólogas/os

CRP-03 solicita que planos de saúde considerem atendimento on-line como forma possível de remuneração para psicólogas/os

Frente à situação atual de pandemia da COVID-19, pensando na garantia do acesso da população ao atendimento psicológico,  o Conselho Regional de Psicologia da Bahia (CRP-03) solicitou, via ofício, a partir desta segunda (30), que todas as operadoras de plano de saúde da Bahia considerem a remuneração das atividades das/os psicólogas/os que se encontram em situação de isolamento, conforme orientação das autoridades sanitárias estaduais e municipais, mas que seguem prestando serviços psicológicos em caráter remoto (online).

A solicitação é uma demanda da categoria que conta com um quantitativo expressivo de profissionais cadastradas/os para o atendimento online (e-Psi), comprometidas/os com o disposto na  Resolução nº 4, de 26 de março de 2020 (que regulamenta serviços psicológicos prestados por meio de Tecnologia da Informação e da Comunicação durante a pandemia do COVID-19). O CRP-03, até a presente data, já conta com 3.305 psicólogas/os cadastradas/os na plataforma e-Psi. 

 A iniciativa visa assegurar a manutenção da prestação deste serviço psicológico, essencial à saúde mental das pessoas, garantindo a remuneração das psicólogas/os trabalhadoras/os que seguem prestando os serviços da melhor forma possível, diante da crise atual.

“É o momento, também, para valorizarmos o trabalho da/o psicóloga/o, que, com seu conhecimento enquanto ciência e profissão, pode contribuir com maiores e melhores cuidados à nossa população baiana, frente à delicadeza do que aqui vivenciamos”.

OUTRAS INICIATIVAS

O Sistema Conselhos de Psicologia do Brasil encaminhou ofício à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), questionando, sobre qual será orientação da agência reguladora para as operadoras de saúde.

O Conselho Federal de Psicologia (CFP) solicitou na última terça-feira (24) à União Nacional das Instituições de Autogestão em Saúde (UNIDAS) a inclusão de serviços psicológicos realizados de forma on-line na cobertura dos planos de saúde.